Mídia globalista desesperada com possível indicação de Procurador-especial para investigar Hillary Clinton

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Muitos jornalistas estão preocupados com a possibilidade de um Procurador-especial ser indicado para investigar Hillary Clinton e sua fundação.

Vários congressistas afirmam que Hillary desempenhou papel de destaque na venda de urânio para Rússia e observaram que a empresa canadense, Uranium One, já doou dinheiro à Fundação Clinton.

Durante seu depoimento de terça-feira (14) no Capitólio, o Procurador-geral, Jeff Sessions, flertou com a possibilidade, mas disse que seria improvável que ele nomeasse um conselho especial para investigar o acordo de 2010.

Isso não foi suficiente para que vários membros da grande mídia começassem a ‘gritar’ que Clinton não tinha feito nada digno de investigação. Alguns disseram que investigar o assunto indicaria que o Departamento de Justiça estava operando como uma ferramenta política para Trump e os republicanos.

Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e a ex-Secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton

O New York Times afirmou que uma investigação só poderia ser interpretada como uma “pura vingança” contra a investigação Trump-Rússia liderada por Robert Mueller.

Um dos âncoras da Fox News, Shepard Smith, alegou que Clinton não fez nada errado e que os termos da venda não resultaram na exportação de qualquer urânio americano para a Rússia.

Ainda veremos muitos ouros capítulos dessa novela nos próximos meses.

Com informações de: (1)

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque