Português   English   Español

Mídia globalista flagrada publicando 3 fake news conectando Trump à Rússia em apenas 7 dias

A mídia está tendo uma semana difícil tentando manter viva a narrativa de que a vitória de Trump nas eleições teve influência da Rússia.

Nos últimos sete dias, três notícias falsas foram desmascaradas, deixando claro a mentalidade anti-Trump da grande mídia e justificando o tuíte do Presidente pedindo pela criação do troféu fake news.

As notícias falsas foram as seguintes:

– Testemunho de Flynn

ABC News informou que o ex-conselheiro de segurança nacional Michael Flynn estava preparado para testemunhar que o presidente Trump, enquanto ainda era candidato, o dirigiu para entrar em contato com autoridades russas.

Horas depois, a emissora pediu desculpas, publicou retratação e anunciou suspensão temporária do jornalista Brian Ross.

 

– Banco alemão fornece informações do presidente Trump

Reuters e Bloomberg relataram que a investigação do procurador-especial Robert Mueller tinha intimado o Deutsche Bank a fornecer informações sobre contas relativas ao presidente Trump e seus familiares.

Horas depois, o jornal Wall Street Journal desmentiu a informação.

 

– Email da Wikileaks para Trump

CNN informou com “exclusividade” que membros da campanha, inclusive o próprio Donald Trump, receberam emails da Wikileaks com informações confidenciais no dia 4 de setembro.

Horas depois, o jornal Washington Post informou que o email foi enviado no dia 14 de setembro, dias após a Wikileaks ter lançado a informação na internet.

 

Com informações de: (1)
Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Assine nossa newsletter...

Inscreva seu e-mail para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Fique tranquilo(a), assim como você, odiamos spam :) Você poderá remover seu e-mail a qualquer momento.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...