Mídia globalista flagrada publicando 3 fake news conectando Trump à Rússia em apenas 7 dias

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A mídia está tendo uma semana difícil tentando manter viva a narrativa de que a vitória de Trump nas eleições teve influência da Rússia.

Nos últimos sete dias, três notícias falsas foram desmascaradas, deixando claro a mentalidade anti-Trump da grande mídia e justificando o tuíte do Presidente pedindo pela criação do troféu fake news.

As notícias falsas foram as seguintes:

– Testemunho de Flynn

ABC News informou que o ex-conselheiro de segurança nacional Michael Flynn estava preparado para testemunhar que o presidente Trump, enquanto ainda era candidato, o dirigiu para entrar em contato com autoridades russas.

Horas depois, a emissora pediu desculpas, publicou retratação e anunciou suspensão temporária do jornalista Brian Ross.

 

– Banco alemão fornece informações do presidente Trump

Reuters e Bloomberg relataram que a investigação do procurador-especial Robert Mueller tinha intimado o Deutsche Bank a fornecer informações sobre contas relativas ao presidente Trump e seus familiares.

Horas depois, o jornal Wall Street Journal desmentiu a informação.

 

– Email da Wikileaks para Trump

CNN informou com “exclusividade” que membros da campanha, inclusive o próprio Donald Trump, receberam emails da Wikileaks com informações confidenciais no dia 4 de setembro.

Horas depois, o jornal Washington Post informou que o email foi enviado no dia 14 de setembro, dias após a Wikileaks ter lançado a informação na internet.

 

Com informações de: (1)

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.