- PUBLICIDADE -

Refugiado ataca funcionário de abrigo por falta de Wi-Fi

- PUBLICIDADE -

Um migrante do Senegal atacou trabalhador de abrigo de refugiados na comuna italiana de Cassino após várias reclamações sobre a casa não ter internet sem fio.

O refugiado senegalês de 26 anos já vinha fazendo ameaças há algum tempo depois de solicitar repetidamente a instalação de um sistema Wi-Fi no abrigo.

Quando os seus pedidos não foram respondidos pela equipe, o migrante tornou-se mais agressivo e agrediu fisicamente um funcionário, de acordo com informações do jornal italiano Ciociaria Oggi.

De acordo com os funcionários, esta não foi a primeira vez que os refugiados abrigados na instalação ficaram irritados com a falta de internet sem fio, tendo sido registradas várias ocorrências semelhantes no passado.

Distúrbios nos centros de refugiados da Itália também não são uma ocorrência incomum, já que muitos migrantes costumam protestar contra as condições de vida no país europeu.

No início deste ano, em um centro de acolhimento na cidade de Arcinazzo, dezenas de migrantes foram às ruas para protestar contra a falta de suprimentos médicos adequados e reclamaram que não havia variedade suficiente na comida que recebiam gratuitamente.

 

Com informações de: [Breitbart]

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -