Polícia italiana impede migrante da Nigéria de assar cachorro

Idiomas:

Português   English   Español
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Ativistas dos direitos dos animais estão indignados após migrante nigeriano tentar fazer churrasco de cachorro em centro de refugiados no sul da Itália.


Polícia Militar da Itália interviu após receber ligação de uma mulher que testemunhava uma cena grotesca. Um homem da Nigéria de 29 anos com intenção de assar um cachorro no centro de refugiados em Vibo Valentia, na região italiana da Calábria.

O homem já tinha removido os pelos do animal e estava iniciando o processo de grelhar o cachorro com alguns amigos quando foi interrompido pelos policiais. A jovem que chamou a polícia trabalha em organização que luta pela proteção dos animais.

Após a abordagem policial, o migrante nigeriano explicou que tal prática é normal na terra dele e insistiu que ele não matou o cachorro, mas encontrou o animal morto na estrada e decidiu fazer um churrasco. Ele também alegou ignorância das leis italianas proibindo a ingestão de gatos e cães.

A polícia transferiu o migrante para um centro de acolhimento diferente, localizado no antigo Hotel Miragolfo, na cidade vizinha de Nicotera.

 

Com informações de: [ilQuotidiano]

 

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...