Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

‘Migrar ou morrer’: venezuelanos continuam invadindo a Colômbia

COMPARTILHE

Apesar do reforço na segurança da fronteira, os refugiados da Venezuela continuam chegando na Colômbia com fome, sede e cansaço, muitas vezes não sabem onde vão passar a noite, mas aliviados por terem escapado da ditadura de Nicolás Maduro.

O governo colombiano não consegue estipular o número real de refugiados que entraram no país desde o início da crise no país vizinho, mas é estimado que milhões de venezuelanos já estão vivendo na Colômbia.

É tentar a migração ou morrer de fome por lá. Estas são as únicas duas opções“, disse Yeraldine Murillo, 27, que deixou seu filho de seis anos para trás na cidade venezuelana de Maracaibo, a cerca de 90 quilômetros da fronteira.

Lá, as pessoas se alimentam de lixo. Aqui, as pessoas estão felizes apenas por comer“, disse Murillo, que espera encontrar trabalho na capital da Colômbia, em Bogotá, e enviar para o filho.

Um oficial de migração disse que até 2.000 venezuelanos entram em território colombiano legalmente na cidade de Paraguachon todos os dias. Importante ressaltar que este número refere-se apenas a uma cidade e aborda somente refugiados entrando de forma legal no país.

Com as cidades fronteiriças superlotadas, o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, está sofrendo pressão para tomar atitudes e controlar a situação. Ele anunciou um aperto dos controles nas fronteiras neste mês, implementando 3.000 funcionários de segurança adicionais.

Mas, mesmo com a intensificação da vigilância, é improvável que as medidas do governo colombiano ajudem a conter o intenso fluxo de migrantes ilegais que atravessam a fronteira de 2.219 km entre os dois países.

Com informações de: [Reuters]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários