Milhares de empresas do Brasil aderem ao movimento ‘Não Demita’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A expectativa é que o movimento ajudará a manter entre 1,5 milhão e 2 milhões de empregos no país.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o número de empresas do Brasil que aderiram ao movimento “Não Demita” já superou os 4 mil

O projeto foi idealizado por um conjunto de mais de 40 grandes companhias, com o objetivo de preservar o emprego de seus funcionários até, pelo menos, 31 de maio.

Os líderes responsáveis pela campanha reforçam que o pedido é feito de empresário para empresário, como um jeito de manter a estabilidade econômica da sociedade brasileira.

As empresas que aderiram ao movimento até agora se comprometeram a manter milhões de empregos apesar da crise causada pelo Covid-19.

Negócios maiores, como o Bradesco, por exemplo, são responsáveis por empregar milhares de pessoas. 

“É importante preservar o bem-estar e a proteção dos mais de 7 mil funcionários e de seus dependentes e familiares, considerando a manutenção dos empregos e rendas diretas e indiretas”, disse o banco em comunicado, informa a agência Forbes.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.