Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Milhares vão às ruas da Nicarágua em protesto contra Ortega

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Quase um mês depois da primeira manifestação, milhares de pessoas marcharam nessa quarta-feira (9) em Manágua, capital da Nicarágua.

A população tomou conta das ruas em nova manifestação maciça contra o governo de esquerda do presidente Daniel Ortega.

A mobilização paralisou a parte oeste de Manágua, com gritos de “povo, se una” e “eram estudantes, não eram criminosos”, referindo-se aos 47 mortos pela repressão policial contra os protestos iniciados em 18 de abril.

De acordo com informações do BOL:

O movimento de protesto começou como manifestações estudantis contra uma reforma do seguro social, mas a repressão brutal e a detenção arbitrária dos participantes causaram indignação popular e espalharam a mobilização por todo o país.

A rota definida para a manifestação desta quarta foi pequena para a imensa multidão que se reuniu na Catedral de Manágua, o ponto de partida.

Os manifestantes estavam a pé, em motocicletas e agitando bandeiras da Nicarágua, enquanto gritavam “que vão embora”, em uma mensagem a Ortega e sua esposa e vice-presidente, Rosario Murillo, os quais chamavam de “ladrões” e “assassinos”.

A marcha organizada pela Coalizão Universitária reuniu estudantes, camponeses, empresários e pessoas de diferentes partes do país, em uma nova marcha em massa em meio à onda de protestos que também deixaram 400 feridos, segundo o Centro Nicaraguense de Direitos Humanos (Cenidh).

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram