Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Milhares nas ruas da Hungria em apoio ao premiê conservador

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O primeiro-ministro, Viktor Orban, disse em grande comício nesta quinta-feira (15) que, nas eleições do próximo mês, os húngaros devem lutar contra “forças externas e poderes internacionais” que querem impor a migração em massa ao país.

O político de 54 anos almeja seu terceiro mandato consecutivo e fez uma campanha com foco na agenda anti-imigração. Em discursos para dezenas de milhares de seguidores acenando bandeiras nacionais em frente ao parlamento, Orban declarou:

Forças externas e poderes internacionais querem nos forçar tudo isso (migração em massa) com a ajuda de seus capangas aqui na Hungria, e eles vêem a próxima eleição como uma boa oportunidade para isso.

Muitos dos milhões de imigrantes ilegais do Oriente Médio, Ásia e África que viajaram pelo sudeste da Europa em 2015 passaram pela Hungria. A resposta do governo húngaro foi a construção de uma cerca na fronteira e uma forte oposição ao sistema de cotas de refugiados da União Europeia.

“Aqueles que não controlam a imigração nas suas fronteiras serão perdidos”, disse Orban.

O partido de Orban sofreu um retrocesso inesperado em uma recente eleição municipal, mas aparece muito na frente de seus rivais em pesquisas de opinião.

 

Com informações de: [Reuters]

RENOVA Mídia precisa do seu apoio para continuar em funcionamento. Conheça nossa história e faça sua doação (boletou ou cartão) através da plataforma ApoiaSe. Clique AQUI e faça sua parte.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias