Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Miliciano preso no Rio era vinculado ao Estado Islâmico

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Alvo de um dos 42 mandados de prisão na operação contra milicianos deflagrada nesta quinta-feira (2), Diego Caldeira de Andrada Chaar já tinha chamado a atenção da polícia meses antes, ao ser preso.

Aliado de Ecko, apontado como o chefe do maior grupo paramilitar do Rio de Janeiro, Diego ganhou dos colegas o apelido de Alcáida por ter se filiado ao Estado Islâmico. O nome é referência à Al-Qaeda, outro grupo terrorista.

Alcáida foi preso em maio deste ano. Ele é suspeito de fazer as extorsões contra comerciantes a mando do bando de Ecko, no que a polícia afirma ter se formado uma franquia.

O vínculo do miliciano com os extremistas islâmicos fez com que autoridades dos Estados Unidos, onde Alcáida morava com a mãe, o deportassem em 2015. Expulso da América, acabou parando no Brasil. A informação está em documentos da Polícia Civil.

 

Adaptado da fonte G1

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias