- PUBLICIDADE -

Milícias digitais tentam desacreditar o sistema eleitoral, diz Barroso

'Fofocada produzida por criminosos', diz Barroso sobre mensagens

Barroso evitou dar nomes, mas falou na ação de "grupos extremistas” contra o TSE.

- PUBLICIDADE -

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, afirmou, nesta segunda-feira (16), que “milícias digitais” estão tentando desacreditar o sistema eleitoral do Brasil

De acordo com Barroso, um vazamento de dados antigos de servidores do TSE, revelado durante a votação do último domingo (15), ocorreu ao mesmo tempo que dúvidas sobre a lisura das eleições circularam nas redes sociais. 

Em coletiva na tarde desta segunda-feira (16) no TSE, em Brasília, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) declarou: 

“Os dados vazados tinham mais de dez anos de antiguidade e divulgação foi feita no dia das eleições para procurar causar impacto e trazer a impressão de fragilidade no sistema. Ao mesmo tempo que esses dados foram vazados, milícias digitais entraram imediatamente em ação tentando desacreditar o sistema.”  

Barroso acrescentou: 

“Há suspeitas de articulação de grupos extremistas que se empenham em desacreditar as instituições, clamam pela volta da ditadura, e muitos deles são investigados pelo STF.” 

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -