Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Militares armados ocupam Parlamento de El Salvador

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Militares armados ocupam Parlamento de El Salvador
COMPARTILHE

“Esses sem-vergonhas não querem trabalhar para o povo. Uma semana nós daremos a eles”, disse o presidente de El Salvador em recado ao Parlamento.

Nayib Bukele, presidente de El Salvador, convocou uma “insurreição” para forçar o Parlamento a aprovar uma medida que destinaria US$ 109 milhões para modernização dos equipamentos das forças de segurança. 

Em uma sessão extraordinária esvaziada, Bukele declarou:

“Se esses sem-vergonhas não aprovarem o plano de controle territorial, voltaremos a convocá-los no domingo. Esses sem-vergonhas não querem trabalhar para o povo. Uma semana nós daremos a eles.”

Para mostrar apoio ao plano do governo, militares e policiais armados adentraram o plenário da Assembleia Legislativa de El Salvador neste domingo (9), informa o jornal Gazeta do Povo.

A movimentação dos militares foi amplamente vista como uma forma de intimidação aos opositores, que são maioria na Casa.

A presença de militares e policiais armados no plenário salvadorenho também suscitou críticas de organizações internacionais.

A modernização das forças de segurança é a terceira parte do Plano de Controle Territorial, adotado pelo governo de Bukele para responder aos graves problemas de segurança do país. 

El Salvador é um dos países mais violentos do mundo, com uma grande presença de gangues armadas, as chamadas “maras”.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM