Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Militares da Venezuela morrem em ação na fronteira com Colômbia

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Venezuela prende militares que se rebelaram contra a ditadura de Nicolás Maduro
COMPARTILHE

"Grupos fora da lei vêm do território colombiano, onde se movem com absoluta impunidade", diz o regime chavista.

A ditadura de Nicolás Maduro, na Venezuela, informou, neste domingo (20), que uma operação no estado de Apure, na fronteira com a Colômbia, terminou com quatro soldados mortos e cinco “terroristas” presos.

Em nota à imprensa, o Ministério da Defesa da Venezuela afirmou:

“Como resultado da operação, cinco terroristas foram presos, dos quais foram apreendidos: cinco fuzis, três pistolas automáticas, cartuchos abundantes de diferentes calibres, uniformes camuflados, equipamento audiovisual e telefônico, além de diversos suprimentos militares.”

Enquanto quatro soldados morreram, outros quatro ficaram feridos e “estão sob estrita vigilância médica”, diz o comunicado.

De acordo com o regime chavista, a operação mirou grupos dedicados a sequestros, extorsões, tráfico de drogas e outros crimes, destaca o portal UOL.

Segundo o ministério, “esses grupos fora da lei vêm do território colombiano, onde se movem com absoluta impunidade” e com o consentimento ‘do governo e das forças militares daquele país, em conspiração permanente contra a Venezuela”.

O governo colombiano de Iván Duque, por sua vez, afirma ter provas do apoio da Venezuela ao Exército de Libertação Nacional (ELN) e a dissidentes da guerrilha das FARC.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram