Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Militares que serviram no Haiti valorizados pelo governo Bolsonaro

Militares que serviram no Haiti valorizados pelo governo Bolsonaro
COMPARTILHE

A lista de militares que atuaram na missão de paz da ONU no Haiti anunciados para compor o governo Bolsonaro já conta com três oficiais.

A ascensão de nomes que participaram da missão no Haiti não é uma simples coincidência.

As indicações do presidente eleito Jair Bolsonaro têm sido vistas como um sinal de valorização de militares com carreira sólida que adquiriram capacidade de gestão e de resolução de conflitos.

Bolsonaro colocou no Gabinete de Segurança Institucional (GSI) o general Augusto Heleno, primeiro comandante da missão de paz no Haiti, entre 2004 e 2005.

O presidente eleito também levou para a Secretaria de Governo o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, que esteve no Haiti de 2007 a 2009.

Além dos dois acima, Bolsonaro apontou para o comando do Exército Edson Leal Pujol, líder da força de paz entre 2013 e 2014.

Floriano Peixoto Vieira Neto, que coordenou a missão entre 2009 e 2010, é cotado para assumir a gestão de contratos de publicidade do governo, na Secretaria-Geral da Presidência.

Bolsonaro disse na terça-feira (27) que ele pode ir para o cargo, mas o martelo não foi batido, informa a Folha.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE