- PUBLICIDADE -

Mineradores de criptomoedas deixam operações na China

Mineradores de criptomoedas deixam operações na China
- PUBLICIDADE -

A repressão da China contra as criptomoedas ganhou um novo fôlego.

Vários grandes mineradores de Bitcoin estão encerrando as operações na China desde o fim de semana passado.

O motivo do êxodo foi a notícia de que as autoridades do Partido Comunista Chinês (PCCh) estão planejando uma repressão ainda mais intensa à mineração de criptomoedas.

Nesta segunda-feira (24), de acordo com a agência Reuters, três pools de mineração de Bitcoin anunciaram planos para interromper as atividades no país asiático. 

Responsável por até 2,5% da taxa geral de hash do Bitcoin durante a semana passada, o BTC.TOP disse que fechará as portas no continente chinês e mudará suas operações para a América do Norte.

Foto: Reprodução/Cointelgraph

A empresas ramificadas da exchanges de criptomoedas Huobi e Huobi Mall também anunciaram medidas para suspender as operações de mineração por lá. 

Enquanto isso, a mineradora HashCow informou que, por enquanto, deixará de comprar novas plataformas de mineração Bitcoin.

Dias atrás, três das principais associações comerciais da China divulgaram alertas coordenados contra o investimento em criptomoedas. 

Linhas diretas de telefone foram instaladas para encorajar os chineses a denunciar quaisquer atividades de mineração de criptografia que possam ter testemunhado.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -