Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Ministério da Defesa acusa Folha de omitir queda no desmatamento

Tarciso Morais

Tarciso Morais

PGR conecta crime organizado ao desmatamento na Amazônia
COMPARTILHE

Governo diz que matéria da Folha tem “graves incorreções e omissões, que levam o leitor à desinformação”.

O Ministério da Defesa do governo Jair Bolsonaro divulgou uma nota, no último domingo (4), acusando o jornal Folha de S. Paulo de omitir uma queda de 33% no desmatamento na Amazônia Legal no mês de setembro.

As críticas do Ministério foram direcionadas ao jornal após a publicação de uma reportagem intitulada “No sul do AM, desmatamento avança apesar do Exército”.

A pasta acusou a matéria do jornal de estar repleta de “graves incorreções e omissões, que levam o leitor à desinformação”.

Em nota divulgada à imprensa, o Ministério da Defesa disse lamentar “profundamente a quantidade de omissões e equívocos contidos na matéria, que, mais que desinformar, consiste em verdadeiro desrespeito àqueles, civis e militares, que vêm arriscando diariamente suas vidas na preservação e no combate aos crimes ambientais na Amazônia”.

Por outro lado, a Folha afirma que a informação sobre a queda no desmatamento “ainda não foi publicada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)”.

“Até a tarde desta segunda-feira (5), o site TerraBrasilis, do Inpe, só disponibilizava os dados de desmatamento do sistema Deter acumulados até o dia 25 de setembro, ou seja, antes do final do mês”, acrescenta o jornal.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram