Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Ministério da Saúde prepara novo protocolo sobre cloroquina

Forças Armadas aceleram produção de cloroquina no Brasil
Imagem: Reprodução/Twitter
COMPARTILHE

Atualmente, a pasta orienta a prescrição da substância apenas em casos moderados ou graves.

Após assumir interinamente o Ministério da Saúde, o secretário executivo da pasta, general Eduardo Pazuello, deverá liberar o uso da hidroxicloroquina até mesmo em pacientes com sintomas leves da infecção por coronavírus.

A medida é uma determinação do presidente da República, Jair Bolsonaro, que o ex-ministro Nelson Teich se recusou a cumprir, o que gerou seu pedido de demissão nesta sexta-feira (15).

Em nota divulgada à imprensa na noite de ontem, o ministério disse que está “finalizando as novas orientações”.

“O objetivo é iniciar o tratamento antes do seu agravamento e necessidade de utilização de UTI”, diz a pasta.

Logo no início da chegada do coronavírus ao Brasil, o presidente Bolsonaro usou sua caneta para determinar que o Exército Brasileiro elevasse a produção da cloroquina.

Até o dia 14 de abril, como noticiou a RENOVA, mais de 1.250.000 comprimidos do medicamento já haviam sido produzidos e já estavam sendo enviados aos estados.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE