Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Ministério Púbico da Bolívia acusa Morales de terrorismo

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Evo Morales
Imagem: UESLEI MARCELINO/REUTERS
COMPARTILHE

Governo interino da Bolívia pede que Morales seja processado por “terrorismo”. Penas podem chegar até 20 anos.

O Ministério Público da Bolívia abriu uma investigação contra o ex-mandatário Evo Morales, nesta sexta-feira (22), por crimes de sedição e terrorismo.

De acordo com a legislação do país sul-americano, as penas para os dois crimes variam de 15 a 20 anos de prisão.

Além de Morales, o ex-ministro da Presidência, Juan Ramón Quintana, também é alvo do pedido apresentado pelo governo interino.

A medida é uma resposta do governo de Jeanine Áñez à divulgação da gravação de um telefonema, no qual Morales supostamente dá instruções para bloquear estradas e “não deixar comida passar” para as cidades.

O procurador-geral da Bolívia, Juan Lanchipa, afirmou que “o conteúdo dessa conversa estaria relacionado com os fatos violentos registrados no país nos últimos dias”.

Segundo a argumentação do procurador, isso envolveria a prática de crimes “ligados à segurança pública, à vida e à colocação em perigo de outros bens legais”, informa o jornal El País.

Através de sua conta no Twitter, Morales disse que o vídeo é uma “montagem” e ficou surpreso que o MP aja “ex officio” – espontaneamente — contra ele, enquanto não investiga “30 irmãos mortos bala” nos últimos dias.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.