Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Ministério Público pede prisão preventiva de João de Deus

Ministério Público pede prisão preventiva de João de Deus
COMPARTILHE

A força-tarefa do Ministério Público de Goiás protocolou na Justiça na tarde desta quarta-feira (12) um pedido de prisão preventiva do médium João de Deus.

Centenas de mulheres denunciaram o líder espírita João de Deus por abusos sexuais, inclusive sua própria filha, Dalva Teixeira, que alega ter sido abusada pelo pai durante sua infância.

De acordo com ela, os casos de abuso se repetiram por quatro anos. “Isso foi até os 14 anos, quando então eu me casei para sair de casa.”

O pedido foi protocolado no fórum da cidade de Abadiânia, interior de Goiás, onde está localizado o famoso centro espírita visitado por milhares de pessoas anualmente.

O processo irá correr em segredo de Justiça, segundo informações de “O Globo“.

Mais cedo, João de Deus se disse inocente, numa rápida aparição pública em Abadiânia, conforme noticiou “O Antagonista“, que também confirmou o pedido de prisão preventiva emitido pelo Ministério Público de Goiás.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários