- PUBLICIDADE -

Ministra celebra reconhecimento do guaraná dos Andirá-Marau

Tereza Cristina diz que não concedeu benefícios fiscais à JBS

“Reconhecimento e registro da nossa riqueza”, diz a ministra da Agricultura.

- PUBLICIDADE -

O povo indígena dos Andirá-Marau foi o primeiro a receber uma Indicação Geográfica (IG) em razão de dois produtos nativos: o waraná (guaraná nativo) e o pão de waraná (bastão de guaraná).

“O registro abre caminho para o reconhecimento de outros produtos da nossa biodiversidade”, celebrou a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, em mensagem no Twitter.

A Indicação Geográfica (IG) é conferida a produtos ou serviços que são característicos do seu local de origem, que detêm valor intrínseco, identidade própria, o que os distingue dos similares disponíveis no mercado, como destacou a RenovaMídia.

Cristina acrescentou que a IG “valoriza a produção de waraná e do pão de waraná realizada pelos Sateré-Mawé, promove o desenvolvimento territorial das regiões, a cultura e a tradição local”. 

“Reconhecimento e registro da nossa riqueza”, completou a ministra. Confira o vídeo.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -