- PUBLICIDADE -

Ministro critica modelo de funcionamento das universidades do Brasil

Ministro critica modelo de funcionamento das universidades do Brasil
- PUBLICIDADE -

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, participou, nesta terça-feira (7), de uma audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado Federal.

Weintraub classificou como “um desastre” o modelo de investimento em educação dos governos anteriores ao do presidente da República, Jair Bolsonaro, em especial as políticas de incentivo ao ensino superior.

O titular do MEC declarou:

“A gente aqui no Brasil quis pular etapas e colocou muitos recursos no telhado antes de ter a base da casa.”

Weintraub criticou várias vezes o modelo de funcionamento das universidades brasileiras durante sua apresentação no Senado, informa o Metrópoles.

O ministro disse que defende a autonomia universitária, para em seguida afirmar que autonomia não significa soberania:

“Não podemos permitir que tenha consumo de drogas nos campi. Por que a polícia não pode entrar no campus de uma escola? É um país autônomo? Tem violência acontecendo lá dentro, não pode entrar. Tem que bater palma e ficar olhando?”

Weintraub afirmou que os governos passados colocaram dinheiro nas instituições privadas e inflaram os cursos de graduação, mas endividaram os alunos que hoje não conseguem emprego:

“É uma tragédia o financiamento estudantil. São 500 mil jovens começando a vida com o nome sujo.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -