Português   English   Español

Ministro da CGU em sintonia com Sergio Moro

A sintonia no combate à corrupção entre o ministro da CGU e o futuro ministro da Justiça.

Wagner de Campos Rosário foi indicado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro para permanecer à frente da Controladoria Geral da União (CGU) no governo que assumirá o comando do Brasil a partir do dia 1º de janeiro de 2019.

Bolsonaro avaliou que o capitão formado na desempenha um importante papel no controle e combate à corrupção, segundo informações de Valdo Cruz.

Rosário é formado na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) e também tem mestrado em Combate à Corrupção e Estado de Direito pela Universidade de Salamanca, na Espanha, conforme noticiou a Renova Mídia.

Um interlocutor do presidente eleito disse ao colunista do “G1” que Wagner “vai estar em sintonia com as medidas que o [Sergio] Moro quer implementar de combate à corrupção”.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter