Ministro da Defesa de Israel classifica líderes do Hamas de “canibais”

O ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, tachou nesta quarta-feira (16) os líderes do grupo terrorista Hamas de “um punhado de canibais que também tratam suas próprias crianças como munição”.

Dois dias depois dos confrontos entre terroristas do Hamas e tropas de Israel durante os protestos contra a mudança da embaixada dos Estados Unidos para Jerusalém, Lieberman esteve na região fronteiriça em que fica a cerca divisória com a Faixa de Gaza.

O ministro considerou que o objetivo do Hamas é “suspender o cerco (sobre Gaza) para poder contrabandear armas” e reafirmar seu poder no território palestino.

Diante das críticas a Israel pela ação do exército na segunda-feira, Avigdor Lieberman afirmou que “os militares agiram segundo normas éticas que não vemos em nenhum outro lugar do mundo”, e considerou que seu país não poderá suspender o bloqueio a Gaza sem que o Hamas aceite submeter-se a um processo de desmilitarização.

O premiê israelense Benjamin Netanyahu também criticou os métodos sádicos dos líderes do Hamas, acusando o grupo terrorista de mandar crianças para linha de fogo dos protestos.

Com informações de: [BOL]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *