Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Ministro da Defesa diz que militar preso com cocaína é ‘caso isolado’

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Ministro da Defesa diz que militar preso com cocaína é ‘caso isolado’
Imagem: Igo Estrela/Metrópoles
COMPARTILHE

O general Azevedo e Silva disse que atitude do 2.º sargento não representa os valores das Forças Armadas.

A prisão de Manoel Silva Rodrigues, segundo-sargento da Aeronáutica, na Espanha, por transportar 39 quilos de cocaína em um avião da equipe que dá suporte à comitiva do presidente da República, Jair Bolsonaro, é um “caso isolado”.

Segundo o site UOL, o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, declarou:

“É importante esclarecer que esse é um caso isolado. O que o sargento fez não representa os valores dos cerca de 400 mil militares das Forças Armadas, que são pautados por princípios éticos e morais.”

Ainda não foi divulgado o resultado de investigações que revelarão se o sargento preso em Sevilha agiu sozinho ou não.

Azevedo e Silva reforçou:

“Esse lamentável caso é fato isolado no seio dos integrantes das Forças Armadas, que gozam dos mais elevados índices de credibilidade junto à população brasileira.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram