Ministro da Defesa do Irã diz que EUA só entendem a ‘linguagem da força’

O ministro da Defesa do Irã, Amir Hatami, garantiu nesta segunda-feira (23) que os Estados Unidos e seus aliados regionais “só entendem a linguagem da força” e que, por isso, “não há outro caminho além de uma ameaça decisiva”.

Hatami respondeu assim ao presidente americano, Donald Trump, que ontem advertiu ao Irã que não volte a ameaçar os Estados Unidos se não quiser “sofrer consequências” históricas.

O ministro da Defesa iraniano, segundo informações do BOL, declarou:

Os inimigos acreditam que podem privar o povo do Irã de seus recursos, mas resistiremos com toda nossa capacidade diante de suas intimidações. Não nos daremos por vencidos, mas defenderemos os interesses vitais da República Islâmica e o bem-estar do povo do Irã com toda a nossa capacidade.

O chefe da milícia iraniana Bassidj também afirmou que as ameaças do presidente americano, Donald Trump, fazem parte de uma “guerra psicológica”.

De acordo com informações da agência de notícias Isna, publicadas pelo jornal Gaúcha ZH, o general Gholam Hossein Gheypour declarou:

As declarações de Trump contra o Irã se enquadram em uma guerra psicológica. Ele não está em posição de agir contra o Irã. Os que têm medo da guerra psicológica desse presidente louco saberão que os Estados se contentarão apenas com nossa aniquilação. Mas o povo iraniano e as Forças Armadas se levantarão contra nossos inimigos.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia