Português   English   Español
Português   English   Español

Ministro da Defesa refuta risco à democracia

Ministro da Defesa refuta risco à democracia
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O ministro da Defesa, general da reserva Joaquim Silva e Luna, afirmou que o acirramento da polarização política e a criminalidade tornam o pleito deste ano mais tenso, mas que ele não vê a democracia em risco.

Silva e Luna também afirmou que o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, capitão reformado que tem como vice um general da reserva, não representa as Forças Armadas.

“Entendemos que vamos chegar [na eleição] com a situação tensa, mas sob controle”, disse o ministro da Defesa.

O alto índice de criminalidade obrigou ao menos 11 estados pedirem ajuda aos militares para reforçar a segurança no dia 7 de outubro, quando acontece o 1º turno das eleições.

Questionado se vê a possibilidade de as Forças Armadas serem acionadas para proteger os poderes constitucionais e garantir o resultado das urnas, o ministro disse que a democracia não está risco.

O general Silva e Luna afirmou:

Não visualizamos ela [a democracia] correndo risco. Nunca percebemos isso. Os poderes constitucionais estão funcionando normalmente e sem nenhuma dificuldade de exercer na plenitude as suas ações.

 

Adaptado da fonte UOL

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!