Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Ministro da Educação alerta para ‘zumbis existenciais’

Ministro alertou que a "quebra de absolutos e de certezas" leva jovens e adolescentes a tirar a própria vida.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Ministro da Educação alerta para 'zumbis existenciais'
COMPARTILHE

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou, nesta quinta-feira (10), que a juventude “nesse tempo de pós-modernidade” não acredita mais em coisas como Deus, religião, política e família.

Em discurso durante evento de lançamento de ações de prevenção ao suicídio e à automutilação, Ribeiro alertou que a “quebra de absolutos e de certezas” leva jovens e adolescentes a tirar a própria vida:

“A minha pergunta é: o que aconteceu com a nossa juventude, que faz com que eles prefiram a morte do que a vida? O que aconteceu com eles, que faz com que eles se automutilem? Eram coisas que, na minha infância, aos 62 anos, eu nunca escutei coisas desse tipo e dessa natureza.” 

O ministro acrescentou:

“E eu vou pela minha visão daquilo que julgo ser uma das causas, talvez não a única, mas pra mim é uma das principais. Tiraram da nossa juventude e dos nossos adolescentes todas as certezas. Vivemos num tempo de desconstrução de tudo, de tudo que é valor, de tudo que é absoluto, de todas as certezas da vida.”

No diagnóstico de Ribeiro, que é pastor da Igreja Presbiteriana, o Brasil hoje tem “verdadeiros zumbis existenciais”, que não têm nenhuma motivação:

“A grande moda dos sociólogos e dos filósofos e de algumas correntes políticas hoje é destruir tudo e desconstruir tudo. Mas o pior: não se coloca nada no lugar, deixa um vazio. É por isso que os nossos jovens e adolescentes estão com esse vazio existencial que os leva a não viver com nenhum tipo de propósito, a tirar a própria vida. Nós temos hoje no Brasil, motivados, creio eu, meu diagnóstico, por essa quebra de absolutos e de certezas, verdadeiros zumbis existenciais. Não acreditam mais em nada, desde Deus à política. Eles não têm nenhuma motivação.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM