Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Ministro da Educação ironiza ‘mentiras’ dos funcionários da Globo

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Ministro da Educação ironiza 'mentiras' dos funcionários da Globo

“O próximo passo seria ‘especialistas’ e ‘jornalistas’ da globo/marinho alegarem problemas psiquiátricos para justificar suas mentiras”, disse Weintraub.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, segue direcionando suas mensagens na rede social Twitter aos funcionários da emissora Rede Globo.

Weintraub ainda não aceitou a retratação da Globo após a publicação de uma fake news sobre as férias que passou com a família no Pará.

Na última quarta-feira, 24 de julho, a GloboNews pediu desculpas públicas ao titular do MEC e aos seus assinantes. “O ministro Abraham Weintraub tem direito aos dias de férias com a respectiva remuneração. Pelo nosso erro, pedimos desculpas ao ministro e aos nossos assinantes”, disse a jornalista Christiane Pelajo.

“Lixo de jornalismo mentiroso!”, esbravejou o titular do MEC no Twitter após a retratação da emissora.

Dois dias depois, na manhã desta sexta-feira (26), Weintraub voltou a mesma rede social para ironizar as “mentiras” publicadas pela emissora:

“O próximo passo seria ‘especialistas’ e ‘jornalistas’ da globo/marinho alegarem problemas psiquiátricos para justificar suas mentiras.”

Weintraub fez uma referência ao extremista de esquerda, Adélio Bispo de Oliveira, que esfaqueou o presidente da República, Jair Bolsonaro, e ao hacker Walter Delgatti Neto, preso pela PF na última terça-feira (23). Os advogados dos dois alegaram que seus clientes são afligidos por problemas psiquiátricos.

Confira o tuíte do ministro Abraham Weintraub:

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias