Ministro da Holanda diz que sociedades multiculturais geram violência

O Ministro das Relações Exteriores da Holanda está sendo alvo de duras críticas após apontar que sociedades multiétnicas e multiculturais sofrem com intensa violência.

O chanceler da Holanda, Stef Blok, está sendo criticado por comentários em uma recente reunião de funcionários holandeses de organizações internacionais em Haia.

Durante uma palestra, Blok afirmou que a diversidade gera conflitos:

Dê-me um exemplo de uma sociedade multiétnica e multicultural, onde a população indígena ainda vive … onde eles vivem em uma união pacífica e social. Não sei de nenhum.

Quando alguém na plateia apontou para o Suriname, uma antiga colônia holandesa, Blok refutou:

Admiro seu otimismo. O Suriname é um estado falido e está muito ligado à sua composição étnica.

O político da Holanda especulou que os seres humanos “em algum lugar no fundo de nossos genes” querem “um grupo definido”.

‘Não consigo ver a diferença entre um hutu e um tutsi (duas etnias da África Ocidental, nem entre um sunita ou um xiita (dois ramos do islamismo)’, acrescentou.

Os comentários de Blok provocaram uma grande repercussão. Vários parlamentares pediram ao chanceler que se explicasse.

“O trabalho de um ministro das Relações Exteriores é manter relações diplomáticas”, escreveu o deputado Kees Verhoeven, em uma carta aberta, chamando os comentários de Blok de “incompreensíveis”

 

Com informações da Gazeta do Povo
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia