PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Ministro da Infraestrutura rebate acusações de blog morista

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

“Duas notas do Antagonista colocaram em suspeição nosso planejamento para Porto de Santos”, diz Freitas.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, comentou, nesta terça-feira (26), sobre denúncias feitas pelo blog morista O Antagonista sobre o planejamento da pasta para o Porto de Santos.

Em matéria¹ intitulada “O empresário preferido de Tarcísio de Freitas”, o jornalista Cláudio Dantas afirma que Tarcísio “está tentando emplacar um novo Plano de Desenvolvimento e Zoneamento Portuário (PDZ) do Porto de Santos, que tem como grande beneficiário o empresário Rubens Ometto”.

Na manhã de hoje, em uma série de mensagens na rede social Twitter, Freitas rebateu as acusações:

“Duas notas do Antagonista colocaram em suspeição nosso planejamento para Porto de Santos e ampliação do modal ferroviário através de investimentos privados. Conversei com Cláudio Dantas aqui pelo Twitter e também enviei notas explicando base técnica de nossa estratégia.” 

Abaixo você confere a íntegra² das notas enviadas por Tarcísio de Freitas ao blog:

“A pera ferroviária q a matéria faz referência n será operada por nenhuma das empresas citadas no texto. Ela já faz parte do estudo de desestatização do Porto de Santos e vem sendo discutida, inclusive, com MPF. Atenderá 13 terminais e evitará gargalo logístico no acesso ao porto.

Sobre Malha Paulista. Vantajosidade foi comprovada no TCU após contribuições do tribunal fechando projeto com R$ 6 bi de investimento privado (40 municípios), R$ 2,9 bi de arrecadação, R$ 1,6 bi de passivo quitado e 10000 empregos. Capacidade da ferrovia sai de 35 mi t para 75 milhões de toneladas.

Também não confere suspeição à licitação do Terminal de Alemoa, onde estamos agindo para evitar concentração excessiva no setor. Política adotada não é exclusiva a este caso. Está presente em grande parte dos leilões de portos e ancorada no Art. 3º, inciso V, da Lei nº 12.815/2013.

Estamos seguros em afirmar que o planejamento desenvolvido no Ministério da Infraestrutura é estritamente baseado em critérios técnicos, amplamente discutido junto a órgãos de fiscalização e controle em todas etapas e tem sido construído com total transparência junto ao mercado e à sociedade.”

Referências: [1][2]

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.