- PUBLICIDADE -

Ministro do STF encaminha pedido de afastamento de Bolsonaro à PGR

Marco Aurélio não teme ser alvo de ataque hacker

- PUBLICIDADE -

A tramitação da notícia-crime, em última instância, pode terminar com o afastamento do presidente.

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Marco Aurélio, encaminhou, nesta segunda-feira (30), à Procuradoria-Geral da República (PGR), no papel de relator do caso na Corte, uma notícia-crime contra o presidente da República, Jair Bolsonaro.

A queixa contra Bolsonaro foi motivada por supostas “irresponsabilidades” cometidas pelo chefe do Executivo na condução, até agora, da pandemia do novo coronavírus

A peça inicial foi protocolada pelo deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG), destaca o jornal Metrópoles.

Marco Aurélio tinha a opção de arquivar o pedido diretamente, mas escolheu dar prosseguimento à ação e encaminhar o próximo passo, o pedido de posicionamento à PGR. 

Caso o procurador-geral Augusto Aras aceite a notícia-crime, a transforme em uma acusação e a encaminhe de volta ao STF, a Câmara dos Deputados terá então que decidir se permite o avanço do processo.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -