Ministro do STJ também manda soltar Joesley Batista

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Nefi Cordeiro, concedeu liberdade ao empresário Joesley Batista na tarde desta segunda-feira (12).

Alvo de prisão temporária na última sexta-feira (10) na Operação Capitu, da Polícia Federal, sob suspeitas de omissão de informações em sua delação premiada, Joesley Batista obteve a soltura sob o entendimento do ministro Nefi Cordeiro de que os fatos sob investigação são antigos e que a omissão não é motivo suficiente para a prisão, apesar de ser argumento para a suspensão do acordo de delação.

Conforme noticiou a Renova Mídia, além do empresário Joesley, outros políticos detidos pela PF também foram soltos por decisão do mesmo ministro do STJ.

O advogado de Joesley, André Callegari, pediu a extensão do habeas corpus concedido inicialmente ao ex-ministro da Agricultura Neri Geller .

O ministro do STJ entendeu que a situação era semelhante e aplicou a mesma decisão para o empresário, dono do grupo J&F.

Também obtiveram a extensão do habeas corpus os outros delatores da J&F que foram alvos da prisão: Ricardo Saud, Demilton Antonio de Castro e Florisvaldo Caetano de Oliveira.

 

Adaptado da fonte Globo

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.