Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Ministro rejeita narrativa de fracasso em leilão do pré-sal

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Ministro rejeita narrativa de fracasso em leilão do pré-sal

“Vamos avaliar porque as grandes não vieram. Ainda temos um novo leilão amanhã”, afirmou Albuquerque.

O ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, admitiu que o fato de grandes empresas do ramo petrolífero não terem participado da concorrência do megaleilão do pré-sal preocupa e deve levar a mudanças nas regras para leilões futuros.

Na manhã desta quarta-feira (6), o leilão não teve um desempenho dentro do esperado. As duas das quatro áreas ofertadas não terem recebido propostas e de a arrecadação ter ficado 35% abaixo do previsto. 

Em entrevista coletiva após o fim do leilão, segundo o site Metrópoles, Albuquerque declarou:

“Vamos avaliar porque as grandes não vieram. Ainda temos um novo leilão amanhã [quinta-feira, 7], que não é de excedente, e vamos aguardar para ver qual vai ser a participação. Depois, talvez a gente possa rever a metodologia e outros parâmetros para os próximos leilões.”

O ministro disse ainda que é possível que as áreas que não tiveram propostas sejam ofertadas novamente em leilões no ano que vem. 

Como noticiou a RENOVA, das quatro áreas de pré-sal da Bacia de Santos que o governo tentou leiloar, só duas foram arrematadas: Búzios e Itapu. 

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email