Português   English   Español
Português   English   Español

Ministro vai conversar com caminhoneiros para evitar paralisação

Ministro vai conversar com caminhoneiros para evitar paralisação
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Freitas se reunirá com representantes dos caminhoneiros para avançar nas discussões. Bolsonaro quer evitar nova paralisação.

Representantes das empresas que contratam os fretes de transporte de carga rodoviário se reuniram, nesta terça-feira (23) com o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, para debater o impasse envolvendo a tabela de cobranças de frete mínimo.

Após a reunião, os representantes disseram ter estranhado a suspensão da resolução com o piso mínimo de frete, realizada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), após pedido do ministério, mas que aguardavam as negociações com os caminhoneiros.

Já nesta quarta-feira (24), o ministro se reunirá com representantes dos caminhoneiros para avançar nas discussões. O objetivo do governo Jair Bolsonaro é evitar uma nova paralisação.

A diretora de Relações Institucionais da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Mônica Messenberg, declarou:

“A reunião foi justamente porque o setor produtivo demonstrou grande estranheza da revogação em tese, mas foi nos esclarecido que não houve revogação. Houve apenas suspensão para permitir se encaminhar alguns consensos para encaminhamentos de uma forma mais tranquila no futuro.”

No final de semana, os caminhoneiros demonstraram descontentamento com a metodologia aplicada na resolução da ANTT, elaborada em parceria com a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, sobre o piso mínimo de frete, informa o site Paraná Portal.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!