PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Ministros do STF dizem que motim de PMs é ‘inaceitável’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

“É constitucionalmente vedado que corporações armadas façam greve”, diz Lewandowski.

Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), criticaram, nesta quinta-feira (20), o movimento de policias militares no Ceará.

Moraes classificou o motim de “ilegal” e inadmissível”:

“O que vem acontecendo no Ceará é inadmissível. Crime de dano ao patrimônio público, destruindo viaturas, tiros.”

Segundo o portal G1, Lewandowski disse que a situação atual é “um perigo para as instituições”:

“Como ministro do Supremo Tribunal Federal, acho que é extremamente preocupante uma greve de policiais militares ou qualquer corporação armada. É constitucionalmente vedado que corporações armadas façam greve.”

O presidente da República, Jair Bolsonaro, decretou, nesta quinta-feira (20), o envio de tropas das Forças Armadas ao Ceará para reforçar a segurança no estado.

O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicado em edição extra do “Diário Oficial da União”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.