Ministros não gostaram da CPI Lava Toga

Idiomas:

Português   English   Español
Ministros não gostaram da CPI Lava Toga
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Ministros acreditam que a chamada CPI Lava Toga é uma tentativa dos senadores chamarem a atenção e dar eco a críticas das redes sociais à atuação do STF.

A notícia de que o senador Alessandro Vieira (PPS-SE) conseguiu as assinaturas necessárias para pedir a abertura de uma CPI com foco nos tribunais superiores deixou muitos ministros com a pulga atrás da orelha.

“Togados de diferentes alas reagiram em uníssono com contrariedade ao que chamaram de tentativa de intimidação do Judiciário”, disse a jornalista Daniela Lima em seu blog na Folha de S.Paulo.

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) entrou em campo no Congresso para monitorar o movimento e mapear as adesões.

Ainda de acordo com a Folha, a avaliação de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) é que, sem apontar a apuração de um fato objetivo, a CPI é inconstitucional. A promessa de investigação sobre a duração de pedidos de vista, por exemplo, é considerada irregular, pois se trata de tema jurisdicional.

A própria coleta das assinaturas foi lida pelos magistrados como uma afronta. Há especulações no Judiciário sobre quem poderia estar por trás do ato.

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque