Português   English   Español
Português   English   Español

Mirando em Cuba, EUA aplicam novas sanções à Venezuela

Mirando em Cuba, EUA aplicam novas sanções à Venezuela
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

As empresas alvos das sanções terão seus ativos nos EUA congelados e também não poderão fazer movimentações financeiras.

O governo dos Estados Unidos aplicou, nesta terça-feira (24), novas sanções contra a Venezuela.

O objetivo do novo pacote de medidas é abalar os laços da ditadura de Nicolás Maduro com Cuba, um dos principais apoiadores do regime chavista.

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, declarou:

“Os benfeitores cubanos de Maduro cuidam do regime e sustentam o aparato repressivo e de inteligência.”

As novas sanções são voltadas a quatro empresas — três registradas no Panamá e outra no Chipre — que enviam petróleo venezuelano a Cuba, além de quatro navios petroleiros.

Segundo a revista ISTOÉ, Mnuchin acrescentou:

“O petróleo da Venezuela pertence aos venezuelanos e não deveria ser usado como moeda de troca para sustentar ditadores e prolongar a usurpação da democracia venezuelana.”

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...