- PUBLICIDADE -

Missão da OMS na China ignora ponto de origem da pandemia

Chefe da OMS acusado de ajudar China a minimizar coronavírus
Imagem: Reprodução/Twitter/PrisonPlanet
- PUBLICIDADE -

A informação alimentou a preocupação dos governos ocidentais, principalmente dos EUA.

Uma missão da Organização Mundial da Saúde (OMS) que visitou a China para investigar as origens do coronavírus não foi a Wuhan, ponto de partida da pandemia.

A informação alimentou a preocupação dos governos ocidentais, principalmente dos Estados Unidos, sobre o compromisso da entidade internacional e de Pequim com a identificação da origem exata do Covid-19.

A viagem de três semanas concluída recentemente pela OMS não envolveu uma visita a Wuhan, segundo reportagem publicada pelo jornal “Financial Times”.

A entidade global de saúde confirmou a informação, dizendo que a equipe apenas preparou as bases para uma missão internacional mais completa para investigar as origens do vírus.

A equipe da OMS ressaltou, no entanto, que também não sabe se essa futura força-tarefa será autorizada pelo Partido Comunista Chinês (PCCh) a visitar Wuhan.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -