Português   English   Español

Missionário dos EUA morto a flechadas por tribo isolada da Índia

Um grupo de aborígenes matou um missionário americano que visitava a ilha Sentinela do Norte, no arquipélago de Andamão, parte da Índia.

A tribo que habita a ilha é conhecida por resistir violentamente ao contato com estrangeiros, segundo informações da Veja.

Segundo a polícia local, John Allen Chau, de 27 anos, foi morto a flechadas pouco depois de desembarcar no local.

Grupos cristãos dos Estados Unidos afirmaram que Chau era um missionário que ele estava tentando chegar a ilha há algum tempo.

No sábado (17), ele finalmente conseguiu. Autoridades acreditam que ele pagou para que um pescador o levasse até o local, lar da tribo que já existe há 300 mil anos.

O americano percorreu parte do caminho acompanhado, mas depois seguiu ao destino final com um caiaque individual. Ao voltar para terra firme, testemunhas disseram ter visto uma flecha atingir o turista, que então foi levado para dentro da ilha e enterrado.

Segundo a imprensa local, os responsáveis pela morte de Chau não podem ser processados, já que o contato com a tribo é proibido por lei. Sete pescadores da região foram presos por guiar o turista até uma área restrita.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter