Moedas de ouro do Império Romano são encontradas no mar da Espanha

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Nadadores acharam as moedas e entregaram ao setor de patrimônio.

Um dos maiores conjuntos de moedas de ouro do Império Romano foi encontrado por pesquisadores da Universidade de Alicante, da Espanha

As moedas estão enquadradas cronologicamente entre os séculos IV e V, o que foi descrito pelos arqueólogos como “excepcional“. 

As moedas teriam sido escondidas no fundo da baía de Portitxol de Jávea, em um momento de instabilidade provocado pela chegada dos povos do norte no fim do século IV.

O conjunto de moedas, com cerca de 1,5 mil anos, está em perfeito estado de conservação, o que permitiu aos arqueólogos fazerem a leitura das inscrições e datá-las.

Ao todo são 53 moedas com representações dos governantes do Império Romano durante o período da Antiguidade Tardia, no ocidente.

Estão identificadas três moedas do período de governo do imperador Valentiniano I e sete de Valentiniano II

Datadas do período de Todósio I contaram-se 15, e de Arcadi, 17 moedas. Do governo de Honório somam-se ao conjunto 10 moedas e existe ainda uma não identificada porque a inscrição foi riscada.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.