Moraes determina depoimento à PF do ministro da Justiça

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Ministro da Justiça deve depor à PF no âmbito do inquérito das fake news.

O ministro do STF, Alexandre de Moraes, determinou, nesta quarta-feira (4), a inclusão do presidente Jair Bolsonaro como investigado no controverso inquérito das fake news.

A decisão de Moraes atende ao pedido aprovado por unanimidade pelos ministros do TSE na sessão desta segunda-feira, 2 de agosto.

Em sua decisão, Moraes determinou que a Polícia Federal (PF) tome depoimento de quem acompanhou o Bolsonaro em uma live nas redes sociais da última quinta-feira (29).

São eles:

  • ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres;
  • coronel reformado do Exército Alexandre Hashimoto, professor da Faculdade de Tecnologia de São Paulo;
  • engenheiro especialista em segurança de dados Amilcar Filho.

Na ocasião, Bolsonaro teceu duras críticas às urnas eletrônicas e ao atual sistema eleitoral do Brasil.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.