Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Moraes diz que repórter da Band foi ‘covardemente agredida’

Tarciso Morais

Tarciso Morais

STF quer bloqueio de contas na internet suspeitas de ataques
COMPARTILHE

“É absolutamente inadmissível, que uma repórter, exercendo sua profissão, seja covardemente agredida por manifestante radical”, diz Moraes.

Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), está se posicionando como um dos principais críticos dos protestos a favor do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Em mensagem no Twitter, neste domingo (17), Moraes saiu em defesa da repórter Clarissa Oliveira, da BandNews, que foi atingida por uma bandeira enquanto fazia cobertura de uma manifestação em Brasília.

O magistrado classificou a situação como “inadmissível” e afirmou que a agressora, que chamou de “manifestante radical”, desrespeita a democracia do Brasil.

Alexandre de Moraes escreveu:

“É absolutamente inadmissível, que uma repórter, exercendo sua profissão, seja covardemente agredida por manifestante radical, que jamais saberá o real significado do direito de livre manifestação e da imprensa livre, um dos sustentáculos da Democracia.”

A jornalista, no entanto, respondeu ao suposto ataque de forma menos enfática, alegando que a bandeirada não foi tão forte:

“Ela balançava a bandeira e, em determinado momento, ela me acertou com a bandeira na cabeça. Logo em seguida, ela se desculpou, meio aos risos. Mas eu tive ali a solidariedade de outros manifestantes, que vieram me perguntar se estava tudo bem.”

“Tudo certo aqui e continuamos trabalhando normalmente”, acrescentou a repórter Clarissa Oliveira, como noticiou a RENOVA.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram