Moraes ordena investigação sobre venda de dados de autoridades

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

As informações vazadas incluem até detalhes sobre pessoas que já morreram.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, ordenou, nesta quarta-feira (3), que a Polícia Federal (PF) investigue um esquema de venda na internet de dados pessoais de autoridades do Brasil. 

Entre os alvos do vazamento estão o presidente da República, Jair Bolsonaro, e ministros do STF. 

No despacho, Moraes cita 4 sites, onde supostamente é possível conferir se os dados de cidadãos brasileiros foram vazados.  

Entre as informações disponíveis estão CPF, data de nascimento, renda, título de eleitor, entre outros.  

Acredita-se que praticamente toda a população brasileira teve dados vazados. 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.