Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Morales acusa OEA de participar de ‘golpe de Estado’ na Bolívia

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Morales acusa OEA de participar de 'golpe de Estado' na Bolívia
COMPARTILHE

OEA denunciou sérias irregularidades nas eleições de 20 de outubro que desencadearam a crise boliviana. 

O indígena Evo Morales, ex-mandatário da Bolívia, afirmou, nesta quarta-feira (13), que a Organização dos Estados Americanos (OEA) aderiu ao “golpe de Estado” que o forçou a deixar o poder no país. 

Em entrevista à rádio na Cidade do México, onde se asilou na terça-feira (12), Morales descreveu a OEA como “neogolpista”:

“Infelizmente, a OEA aderiu a esse golpe de Estado. Eu recomendo aos novos políticos da América Latina: cuidado com a OEA. A OEA é neogolpista para mim.”

Segundo o jornal Correio Braziliense, Morales também questionou a proclamação da senadora de direita Jeanine Añez como presidente interina na Bolívia, insistindo que a saída da crise deve ser constitucional:

“A única saída é respeitar nossa Constituição, recuperar a democracia; a única saída é respeitar o povo e principalmente os movimentos sociais.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM