Sergio Moro abre inquérito contra ex-governador tucano Beto Richa

A investigação é consequência das delações da Odebrecht em que Beto Richa foi citado por ter favorecido a empreiteira na licitação da PR-323.

O juiz federal Sergio Moro determinou que a PF abra um inquérito contra o ex-governador do PSDB, Beto Richa, para apurar se houve favorecimento à construtora Odebrecht na licitação da duplicação de uma rodovia estadual no Paraná.

Essa investigação foi assumida por Moro depois que Richa perdeu o foro privilegiado ao deixar o governo do Paraná.

De acordo com informações do G1:

Na decisão, o juiz Sérgio Moro afirmou que é dele a competência para julgar os fatos relacionados à campanha à reeleição de Beto Richa em 2014, porque nesse caso há suspeita de contrapartida, com uma intervenção do governo do estado numa licitação. E porque o caso estaria ligado com a Lava Jato.

O juiz diz que um dos delatores da Odebrecht declarou que o pagamento total de R$ 2,5 milhões via caixa 2 estaria relacionado ao favorecimento da empresa na licitação para a duplicação da rodovia PR-323.

E que o delator afirma que teria pedido ao então chefe de gabinete de Richa, Deonilson Roldo, apoio para que outras empresas não participassem da concorrência. Deonilson Roldo, segundo o delator, teria respondido que poderia ajudar.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *