Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

‘Moro cometeu crime de prevaricação’, diz chefe da CPI das Fake News

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Hans River mentiu diz presidente da CPMI das Fake News
Imagem: Waldemir Barreto/Agência Senado

Senador diz que Moro “se tornou um mito no Brasil”, mas quer “que ele prove” as acusações contra Bolsonaro.

O presidente da CPMI das Fake News, senador Angelo Coronel (PSD-BA), afirmou, nesta quarta-feira (29), que Sergio Moro, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, cometeu crime de prevaricação.

Coronel disse que Moro errou ao não denunciar o presidente da República, Jair Bolsonaro, por supostamente querer ter acesso a inquéritos sigilosos da Polícia Federal (PF).

Em entrevista ao portal UOL, Coronel declarou:

“A partir do momento em que Moro diz que o presidente pedia informações de inquéritos sigilosos, mas ele não fornecia essas informações, mas não denunciou o presidente, ele cometeu o crime de prevaricação.”

O senador complementou:

“A partir do momento que ele condicionou a entrada no ministério a manter uma pensão para a esposa em caso de morte, está uma corrupção passiva. A partir do momento que o presidente não negou, é uma corrupção ativa do presidente da República.”

Angelo Coronel completou:

“Ele tem mensagens gravadas, como ele saiu, também quero ouvi-lo, se ele tem razão no que acusou o presidente ou se ele não tem razão, se ele mentiu. Se tornou um mito no Brasil pela sua atuação na Lava Jato, mas quero que ele prove.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email