Moro defende pacote anticrime durante evento em Portugal

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Não se trata de licença para matar”, afirma Moro em evento na capital portuguesa.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu o pacote anticrime durante Fórum Jurídico de Lisboa, iniciado nesta segunda-feira (22), em Portugal.

Durante a conferência, organizada pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), o ministro destacou o trecho que prevê diminuição, ou extinção, da pena para agentes de segurança que matarem sob “escusável medo, surpresa ou violenta emoção”.

“Existe uma reclamação das forças de segurança à qual estamos dando voz. As pessoas não são robôs e podem reagir com excessos escusáveis e não serem tratadas como homicidas. A redução ou anulação da pena será decidida por um juiz imparcial”, afirmou Moro, segundo o Metrópoles.

O Projeto de Lei Anticrime foi enviado ao Congresso Nacional e propõe medidas contra corrupção, crimes violentos e crime organizado.

Entre os itens da proposta do governo Jair Bolsonaro, estão a prisão de condenados em segunda instância e a punição mais rigorosa para aqueles condenados por corrupção ou peculato.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.