Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Sergio Moro diz que democracia do Brasil não está em risco

COMPARTILHE

Em simpósio da Harvard Law School, Sergio Moro falou sobre os crimes de colarinho branco.

Com palestras de magistrados e professores, o Harvard Law Brazilian Association Legal Symposium (Simpósio Legal da Associação Brasileira de Direito de Harvard) começou nesta segunda-feira (16), nos Estados Unidos. O tema do evento é “O Direito no século 21”.

Além de Moro, entre os participantes do evento, podemos citar o ministro do STF, Luís Roberto Barroso, a procuradora-geral da República Raquel Dodge, o juiz federal Marcelo Bretas (7ª Vara Criminal do Rio de Janeiro) e Bruno Bodart (TJ-RJ).

O juiz federal Sergio Moro começou dizendo que a democracia não está em risco no Brasil. Acrescentou que,  após a passagem da Lava Jato, o país terá menos corrupção e uma economia mais forte.

Segundo informações do portal O Antagonista:

Sergio Moro recorreu ao cinema para explicar, em Harvard, como nem sempre casos de corrupção têm um “ato de ofício” específico do agente público para caraterizar o crime.

O juiz federal citou a cena de “O Poderoso Chefão” em que Amerigo Bonasera pede a don Vito Corleone que vingue a agressão a sua filha. Bonasera pergunta se o chefe mafioso quer alguma coisa em troca, e Corleone responde: “Nada agora, mas um dia talvez peça algo”.

A Máfia é uma boa analogia para o modus operandi dos corruptos brasileiros.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE