Português   English   Español

Moro diz que CGU pode não ir para Ministério da Justiça

Moro diz que CGU pode não ir para Ministério da Justiça

O juiz federal Sergio Moro admitiu nesta quarta-feira (7) que a Controladoria-Geral da União (CGU) poderá manter o status de ministério e não ser incorporada à pasta da Justiça.

O futuro ministro da Justiça afirmou que a CGU poderá manter o status de ministério e não ser incorporada à pasta que ele irá comandar a partir de 1º de janeiro de 2019.

“Parece que a CGU não vem mais”, teria dito o ministro, segundo pessoas que participaram de uma reunião dele com o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

Sergio Moro, contudo, fez questão de frisar que não abre mão do incorporação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), considerado uma importante ferramenta para o combate a crimes financeiros.

Se confirmada a incorporação do Coaf pela Justiça, o órgão sairia da alçada do Ministério da Fazenda, que será comandado pelo economista Paulo Guedes.

 

Adaptado da fonte Valor
Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Assine nossa newsletter...

Inscreva seu e-mail para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Fique tranquilo(a), assim como você, odiamos spam :) Você poderá remover seu e-mail a qualquer momento.

Deixe seu comentário...

Veja também...