Moro pode aprofundar uso da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A força-tarefa é coordenada pelo Departamento Penitenciário Nacional. Moro falou sobre o assunto em evento no Paraná.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou que planeja “aprofundar” o emprego da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária para auxiliar os estados que enfrentem crise no sistema carcerário.

Moro participou, nesta sexta-feira (4), de reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, da Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, no Paraná.

“Onde a força tem atuado temos visto uma grande diferença”, disse o ministro durante o evento, informa a agência EBC.

“Queríamos aprofundar essa política. Nossa ideia é utilizar esta força de intervenção para uma atuação até mais preventiva que reativa em algumas penitenciárias conhecidas por suas dificuldades e tentarmos retomar o controle de maneira mais rápida”, acrescentou.

Moro lembrou que, na semana passada, o Ministério da Economia liberou parte dos recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), o que permitirá ao governo federal repassar recursos para os estados investirem no sistema prisional.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.