- PUBLICIDADE -

Morrem os dois últimos nazistas condenados à perpétua na Itália

Morrem os dois últimos nazistas condenados à perpétua na Itália

Nenhum dos dois alemães sobreviventes jamais cumpriu um dia de prisão.

- PUBLICIDADE -

Os dois últimos soldados nazistas condenados à prisão perpétua por assassinato indiscriminado durante a 2ª Guerra Mundial morreram na Itália.

A informação foi confirmada à agência ANSA pelo procurador-geral militar, Marco De Paolis, neste domingo (28).

Karl Wilhelm Stark foi acusado de vários massacres cometidos nos Apeninos Toscano-Emilianos, em 1944, quando mais de 130 pessoas foram mortas.

Alfred Stork, 97 anos, foi responsabilizado pelo fuzilamento de “ao menos 117 oficiais italianos” em setembro de 1943, na ilha grega de Cefalônia

Nenhum dos dois alemães sobreviventes jamais cumpriu um dia de prisão ou detenção domiciliar.

Apesar das condenações, nenhuma pena foi executada porque os pedidos de extradição ou cumprimento da pena nos países dos condenados não foram atendidos.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -